Por que amor de Carnaval não sobe a serra?

Talvez esse ditado popular não faça nenhum sentido para quem encontrou o amor da sua vida no Carnaval, mas são poucos os sortudos. Me refiro à sorte porque encontrar a alma gêmea na folia é quase é a mesma coisa que ganhar na loteria. Laranjas não são limões e nem procuram por metades. Há quem procure limões para espremer na bebida, até achar o seu grande amor no fundo do copo. A verdade é que a maioria em meio à multidão nos blocos e trios elétricos, encontra a oportunidade de fazer no Carnaval o que não tem coragem de fazer no resto do ano, permitindo-se viver aventuras e explorar ao máximo a liberdade. Em época de Carnaval, amor é fantasia. Tem gente que acaba decepcionada, iludida ou embriagada. Outros perdem o celular, os documentos ou a dignidade. Mas buscam algo em comum: tudo o que é “fast” – da comida expressa até os amores instantâneos. A serra é alto demais para quem não tem os pés no chão.

O meme “Tá tranquilo, tá favorável” traduz o espírito do Carnaval. Afinal de contas, ninguém está em busca de um relacionamento sério nesta festa, onde a maioria só quer saber de curtição e sexo sem compromisso. Mas todos querem ser felizes, não importa se só por um instante. Tudo o que precisamos é fazer as escolhas certas, saber analisar e julgar. Desta forma, nos livramos de alguns erros e nos poupamos de futuros arrependimentos. Nem tudo são confetes, mas o importante é fazer o que faz a gente feliz. Amor de Carnaval pode até não subir a serra, mas junto se vai mais longe.

Todo hit de Carnaval oscila entre olhar um objeto e dançar uma coreografia. Os clássicos “Na boquinha da garrafa” e “Água mineral” são exemplos claros disso. O fato é que os ritmos carnavalescos embalam casais que não têm planos de seguir em frente, mas que vivem intensamente, fazendo cada momento eterno enquanto durar esse amor. Por isso, beije, abrace e ame mais. Todo Carnaval tem seu fim. Amor de verdade, não.

Sobre o autor

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues, estudante de Jornalismo, criador de conteúdo, repórter e fotógrafo.

Saiba mais

Deixe um comentário