O poder dos influenciadores digitais

Conheça os gaúchos famosos na web

Eles têm milhares de seguidores nas redes sociais, recebem muitos acessos, comentários aos montes, são formadores de opinião, lançam tendências e são responsáveis por ditar modas, comportamentos e estilo de vida (lifestyle, no inglês). Estamos falando dos influenciadores digitais. Mas, afinal, quem são eles? São pessoas que desenvolvem conteúdo para canais como Facebook, Instagram e YouTube e acabam gerando um público massivo interessado em acompanhá-las.

Ao contrário das webcelebridades momentâneas, os influenciadores digitais se mantêm na mídia e continuam produzindo conteúdo. Eles são divididos em vários segmentos, pois se diferenciam de acordo com o conteúdo produzido – tem a celebridade, o blogueiro, o ativista, o jornalista, entre outros. Mas está enganado quem pensa que estes influenciadores residem apenas nos grandes centros do país. A cidade de Cachoeira do Sul, no interior do Rio Grande do Sul, também tem seus representantes que são influência na web. Em entrevista, quatro deles revelam como conseguiram conquistar o sucesso na internet e dão dicas para você chegar até lá. Confira!

ANTENADA EM MODA E VIAGENS

Roupas descoladas, viagens ao exterior e detalhes do cotidiano. Assim é o Instagram da acadêmica de Medicina Luiza Arena de Noronha, 20, que possui 10,6 mil seguidores no perfil @luizanoronha_. Residindo atualmente em Santa Maria, Luiza ostenta um feed (grade de fotos) milimetricamente organizado com tons que oscilam entre o azul, o cinza e o colorido. “Procuro sempre postar fotos de boa qualidade e com conteúdo interessante e criativo. Passo um bom tempo editando as fotos para conseguir o melhor resultado possível. É um hobby para mim”, conta ela, cuja intenção principal é manter as pessoas inspiradas ao visitarem o seu perfil.

Luiza Noronha divide com o público seu estilo e experiências de viagens em fotos. Hoje tem parceria com marcas da Costa Rica e de Los Angeles. Foto: Anelise Gazzaneo

PARCERIA COM LOJAS DO EXTERIOR

Devido à fama no Instagram, Luiza fala que já recebeu presentes de diversas marcas, entre eles roupas, biquínis e acessórios. “Minha primeira parceria foi com uma marca de acessórios da Costa Rica. Também já fiz parcerias com marcas de Porto Alegre, Salvador, Cachoeira do Sul e Santa Maria e recentemente fechei com uma marca de Los Angeles (EUA)”, declara a estudante, que chegou a ser reconhecida na rua por um grupo de meninas. Como consequência desta repercussão, Luiza decidiu criar o site www.luizanoronha.com.br. “Lá eu compartilho um pouco mais da minha paixão por moda e viagens”, convida.

DICAS PARA “BOMBAR” NO INSTAGRAM

Para atrair seguidores na rede social, Luiza ressalta que é importante interagir com eles e com outras pessoas que compartilham os mesmos gostos que você, organizar o conteúdo de maneira clara e agradável aos olhos e manter uma boa frequência de postagens. “Também é essencial ter autenticidade e criatividade – se inspirar, mas nunca copiar! É preciso ser fiel com o seu estilo próprio acima de tudo”, recomenda. Além disso, Luiza assegura que publica apenas o que realmente usa e gosta. “Acredito que é isso que atrai os meus seguidores”, justifica.

FOTÓGRAFO, MODELO E INFLUENCER

O fotógrafo e modelo Angelo Bonini, 20, faz impressionantes registros que encantam pela sutileza e sensibilidade em cada detalhe. Residindo hoje em Porto Alegre e com 18,3 mil seguidores no Instagram @angeloboniniph, Angelo teve seu nome e seu rosto estampados em importantes veículos de mídia do país e do mundo (Vogue Itália, revista Obvious Mag, do Portal Terra, jornal Zero Hora, etc.) e já acumula fãs. Muitos deles lhe enviam presentes, como desenhos de suas fotos. “Até hoje nunca tinha me imaginado dessa forma. Saber que eu consigo influenciar positivamente as pessoas por meio da internet é muito motivador”, aponta.

“Estou apenas sendo eu, sem me preocupar tanto se vou agradar ou não, motivando as pessoas a serem menos consumistas, viajarem mais e buscarem evoluir espiritualmente”, fala Angelo

SUCESSO NO INSTAGRAM

Para Angelo, o motivo de ter tanta gente acompanhando seu trabalho é claro: “Pelas fotos dos lugares que vou, das cenas e das pessoas que eu registro. A arte é essa relação do ‘eu’ com a realidade externa e fico muito contente de perceber que as pessoas gostam de ver o mundo através do meu olhar”, emenda o jovem, que colhe os frutos do sucesso na internet. Recentemente Angelo fotografou a apresentadora de TV e blogueira MariMoon no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

NOS COMERCIAIS DE TV

Por se tratar de um universo impalpável e abstrato, não significa que os lucros não são reais na web. “Já recebi roupa de uma marca iniciante no mercado e o mais recente foi um convite VIP com presente de uma festa em Porto Alegre. E tratando-se de lucros, fiz campanha fotográfica pra C&A – sinto que o fato de eu ter uma rede de seguidores teve uma grande influência em ter conseguido esse trabalho”, conta. Ele também já foi parado duas vezes no mesmo dia em um aeroporto em São Paulo. “Me senti tão realizado, uma sensação muito boa de reconhecimento”, relata. Mas qual é o seu segredo? “Fotos com uma boa estética e conteúdo relevante, diferente e autêntico é essencial”, resume.

BOMBANDO NO INSTA

Ensaios fotográficos, citações bíblicas e olhares criativos traduzem o Instagram de Miri Dutra, 24, estudante de Direito. Com quase 3 mil seguidores no perfil @miridutra, Miri diz que esta é a sua rede social preferida. Mas como surgiu este sucesso? A jovem fala que começou a postar fotos de maneira despretensiosa, mas sempre apegada à estética do feed. “Acredito que inicialmente foi isso que levou muitas pessoas a me seguirem. Apesar de não ter um número tão expressivo de seguidores, tenho um retorno muito legal, tanto de curtidas em fotos quanto de interação em comentários ou mensagens privadas”, conta.

Miri: “Sempre busco ser eu mesma nas minhas redes sociais, mostro aquilo que me move e o que eu realmente gosto”. Foto: Amanda Prestes

INTERAÇÃO COM O PÚBLICO

Segundo a estudante, muitos internautas têm curiosidade em saber mais informações sobre tudo que ela posta. “Muita gente vem perguntar como faço, onde compro ou coisas do tipo”, comenta Miri, que é adepta dos Stories, onde interage, conta seu dia a dia e responde mensagens. “Também comecei a postar mais sobre assuntos pessoais e creio que isso aumentou ainda mais a interação”, destaca. “Não me considero uma pessoa famosa, longe disso (risos), mas já obtive retornos legais com Instagram”, considera ela.

Seus maiores ganhos envolvem propostas de “parcerias”, como ser presenteada com alguns produtos para tirar fotos com eles e divulgá-los. Além disso, Miri garante que recebe retorno com fotos postadas dos lugares que frequenta, como, por exemplo, alguns restaurantes. “Após postar a foto eles entram em contato para saber se podem repostá-la no perfil deles. Acho isso o máximo!”, fala.

Para quem quer ganhar destaque no Instagram, Miri dá uma dica: “Seja você mesmo, sem tentar forçar nada. Poste coisas que te fazem feliz, compartilhe suas ideologias, suas crenças, faça vídeos sendo espontâneo. As pessoas notam isso e retornam de uma maneira muito legal. Quando notam verdade em você, o retorno é instantâneo!”, assegura.

“Vivemos em uma era totalmente digital e tecnológica, onde pessoas acabam se inspirando nas outras com mais facilidade, pois estamos todos conectados”. MIRI DUTRA

POPULAR NAS REDES SOCIAIS

Aos 20 anos de idade, o fotógrafo Igor Ache já contabiliza números consideráveis na web: são mais de 13 mil curtidas no seu perfil pessoal e quase 20 mil likes em sua página no Facebook. Seu Instagram (@igorache) já está chegando aos 10 mil seguidores. “Provavelmente o motivo maior do meu público é mais pelo meu trabalho, mas não posso deixar de comentar que ultimamente tem sido também pela vida pessoal e pela naturalidade com que exponho meu cotidiano”, fala Igor, que chama atenção pela criatividade e surrealismo em suas fotos na cidade e região.

“Comecei com 15 anos e ali (na internet) eles conseguiram enxergar algo que eu mesmo não via e não entendia. Um menino perdido querendo mostrar sua arte e sua história. O mais legal de tudo é saber que de alguma forma você entra na vida das pessoas”, define Igor

Se é possível lucrar com isto, ele responde: “Já recebi presentes, mas não diria ‘lucrar’, diria receber amor/reconhecimento. O carinho com que as pessoas te recebem é o mais importante e impagável, realmente emociona e arrepia”, conclui.

LIBERDADE DE ESCOLHA

Declarado homossexual, Igor também aborda o assunto nas redes sociais. “Sempre senti falta de algum modo de me inspirar em outra pessoa para criar coragem para certos momentos e com isso hoje consigo ajudar pessoas que me mandam mensagens, que se inspiram no meu relacionamento com meu namorado e na forma que levamos nossa vida familiar, mas, principalmente, no que me foi ensinado em duas palavras quando eu era pequeno: simplicidade e humildade”, conta ele, que já fez alguns vídeos de depoimentos e trabalhos que ganharam repercussão.

OS MAIS INFLUENTES DA INTERNET

Entre os maiores influenciadores digitais estão nomes como KÉFERA BUCHMANN (youtuber, atriz e comediante), Whindersson Nunes (youtuber e comediante), Hugo Gloss (jornalista, apresentador e blogueiro), MariMoon (apresentadora, blogueira e youtuber), PC Siqueira (youtuber e apresentador), Felipe Neto (youtuber, ator e comediante), Christian Figueiredo (youtuber, ator e apresentador), Felipe Castanhari (youtuber, blogueiro e comediante), Júlio Cocielo (youtuber), Luba (youtuber), Maju Trindade (modelo e youtuber), Cauê Moura (youtuber), Jout Jout (youtuber), Bianca Andrade (do blog e canal Boca Rosa), Bruna Vieira (do blog e canal Depois dos Quinze), Thaynara OG (blogueira), Gabriela Pugliesi (blogueira fitness), Nah Cardoso (blogueira e youtuber), Priscilla Alcantara (cantora e apresentadora), Isabela Freitas (blogueira e escritora), Taty Ferreira (do blog e canal Acidez Feminina) e Camila Coelho (do blog Super Vaidosa).

PALAVRA DE PROFISSIONAL

Os influenciadores digitais são uma ótima alternativa para defender a marca contratante e influenciar o seu público a adquirir os produtos desta marca. É o que afirma o publicitário Francisco Pagano, 34, sendo 15 anos de atuação. “Mas para isso é fundamental conhecer profundamente o posicionamento da marca e os seus públicos para, a partir disso, definir qual influenciador e se o mesmo poderá cumprir com as expectativas da contratante e seus clientes”, enfatiza.

APOSTA DAS EMPRESAS

Pelas características comuns dos influenciadores, Pagano fala que eles são indicados para empresas que têm um alcance comercial grande, que desejam se comunicar com um público jovem, conectado e específico, que conhecem profundamente seu público-alvo e que já se comunicam por outros meios, como TV, rádio, jornal, redes sociais, mídia exterior, revistas, sites e portais de conteúdos. A vantagem de investir nestes profissionais, entretanto, depende de alguns fatores. “Como único meio de divulgação não vale. Como um complemento de um plano de mídia estruturado e abrangente é válido sim”, finaliza.

 

Foto de capa: Anelise Gazzaneo

Fonte: Revista Linda (Edição 114 – junho de 2017 / adaptado)

Texto: Gabriel Rodrigues

Revisão: Marielle Rodrigues de Oliveira

Sobre o autor

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues, estudante de Jornalismo, criador de conteúdo, repórter e fotógrafo.

Saiba mais

Deixe um comentário