Cuidar do jardim faz bem à saúde. Aprenda a fazer já o seu

Mexer com plantas é uma excelente terapia e não exige esforço

Em meio ao concreto, o contato com a natureza na cidade se torna escasso. Para uma alimentação mais saudável e um ambiente mais verde, florido e alegre, ter uma horta ou jardim em casa é uma boa alternativa. Especialistas garantem que colocar a mão na terra é uma terapia eficaz, pois alivia o estresse do cotidiano, melhora o humor e ajuda no tratamento de doenças como depressão e ansiedade. Essa atividade pode ser adotada como um hobby ou até mesmo como profissão por pessoas em qualquer situação (incluindo idosos, deficientes físicos, etc.), pois não exige muito esforço ou tempo. Por conta disso, cada vez mais famílias e escolas têm adotado o cultivo de hortas e jardins.

Metade dos alimentos que vão para a mesa vem direto da horta de dona Sela

SAÚDE NA MENTE E NO PRATO

Há quase sete décadas a aposentada Sela Lobler Raddatz, 85, cultiva um belo jardim florido e uma horta cheia de verduras, temperos, chás e frutas, que resultam em doces como geleia. Após a morte de seu marido dona Sela se aproximou da área verde para se distrair e continuar uma vida ativa, saudável e feliz. “Ter o que fazer, ainda mais numa horta plantando verduras, faz bem para o corpo e para a mente, nos faz sentir melhor no dia a dia, evitando, assim, falar da vida alheia”, assegura.

JARDIM PARA RELAXAR

Para alguns, a jardinagem é uma válvula de escape da correria do dia a dia e dos problemas pessoais. Esse é o caso da enfermeira Angela Beatriz Badek, 52, que cultiva um jardim na frente de casa há mais de 15 anos. Angela recebe presentes dos pacientes dos postos de saúde onde atende para decorar o jardim e brinca que é conhecida por juntar pedras que encontra pelo caminho para enfeitar o espaço. “Nele desconto minha ansiedade. Eu me acalmo e tiro o estresse”, conta a enfermeira, que preenche espaços vazios com flores, folhagens e arbustos.

“Se você tratar com carinho e dedicação, o jardim proporcionará beleza no sentido natural”, diz Angela

CURIOSIDADES

Um estudo realizado na Noruega comprovou que pessoas diagnosticadas com transtornos psicológicos melhoraram o quadro clínico e o bom humor cultivando o jardim pelo menos uma hora por dia. Mesmo após três meses do fim dessa experiência a melhoria da qualidade de vida dos participantes era visível.

A jardinagem é uma arte milenar no Japão. Mexer com a terra é um hábito nesse país, que possui uma das maiores expectativas de vida do mundo.

PASSO A PASSO

Aprenda a fazer a sua própria horta ou jardim

– O local mais indicado para o plantio é onde pegue sol de manhã ou de tarde alternado, seja no terraço, varanda ou pátio. Se o seu espaço tiver uma exposição norte ou for totalmente ensombrado é difícil fazer vingar as hortícolas, aromáticas e frutos.

– Cinco a 20 metros é espaço suficiente para fazer suas plantações. A área pode ser delimitada com ripas de madeira, pedra e tijolo. Não se esqueça de deixar espaço para circulação.

– A adubação orgânica pode ser usada em forma de composto, húmus de minhoca, etc., com a finalidade de proteger as raízes e manter a umidade.

– Semeie em linhas e coloque uma etiqueta com a data de sementeira e a espécie.

– Você vai precisar de ferramentas como enxada grande e/ou pequena para cavar, ancinho, carrinho de mão, balde e regador. Agora, mãos à obra!

 

Fonte: Revista Linda – ano 9, nº 111,  março 2017 (adaptado).

Texto: Gabriel Rodrigues

Revisão: Marielle Rodrigues de Oliveira.

Sobre o autor

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues, estudante de Jornalismo, criador de conteúdo, repórter e fotógrafo.

Saiba mais

Deixe um comentário